sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

As três coisas que vão destruir a humanidade, segundo Stephen Hawking


Stephen Hawking é um gênio astrofísico mundialmente conhecido por seus estudos sobre os buracos negros e a relatividade. O britânico padece de uma terrível enfermidade degenerativa desde os 21 anos.
Além do filme "A Teoria de Tudo", que rendeu o Oscar de Melhor Ator a Eddie Redmayne, que o interpretou, o físico é conhecido por suas declarações sobre o futuro da humanidade.
Stephen Hawking sempre teve posições polêmicas sobre a fé religiosa e a existência de Deus.
Em setembro de 2014, ele declarou uma posição dúbia sobre o assunto: disse não afirmar, nem negar, a existência de Deus, porque tudo que tem a ver com fé religiosa é inerentemente desconhecido para o ser humano.
Isso não quer dizer que ele tenha deixado de ser ateu. Em entrevista ao jornal espanhol El Mundo, Hawking afirmou: "Não há nenhum Deus. Sou ateu. A religião crê em milagres, mas eles são incompatíveis com a ciência".


Três coisas que vão acabar com a humanidade

Apesar das polêmicas declarações sobre a existência de Deus, Stephen Hawking sempre sustentou que, afinal de contas, cada um tem o direito de crer no que quiser.
Ele não acredita que a religião vá destruir o mundo. Segundo Hawking, temos que tomar cuidado com:

Inteligência artificial

A possibilidade de que as máquinas substituam os homens têm sido o tema favorito da ficção científica nas últimas décadas do século XX.
Houveram grandes detratores dessa possibilidade, e um dos mais ferrenhos é Stephen Hawking. Ele acredita que o desenvolvimento da inteligência artificial é um perigo potencial à humanidade.
Seu principal argumento é: a evolução humana é muito mais lenta que a evolução da tecnologia e é provável que as máquinas alcancem o domínio completo da humanidade.

Vida extraterrestre

"Se alguma vez os aliens nos visitarem, acredito que o resultado seja parecido como quando Cristóvão Colombo desembarcou pela primeira vez na América, que resultou em algo nada bom para os nativos", disse Hawking em uma entrevista ao "The Times", de Londres.
Segundo o britânico, o encontro com extraterrestres não seria nada amistoso. Ele também disse que possivelmente estaríamos em desvantagem, porque pode ser que nos deparemos com uma civilização milhões de vezes mais avançada que a nossa, que poderia rapidamente nos dominar e nos levar à ruína.


Agressão dos homens

Segundo Hawking, a agressividade é uma característica do homem que pode ter sido útil em outras eras, mas agora é perigosa a ponto de poder acabar com a humanidade.
Um dos maiores riscos disso é de uma guerra nuclear, que poderia aniquilar grande parte da população mundial.
Ou seja, se não forem as máquinas nem os aliens, nós mesmos iremos nos matar. Mesmo polêmico, Stephen Hawking, sem dúvida, está certo. Não acha?

Por Tiago Ferreira

http://www.vix.com/pt/bbr/422/as-tres-coisas-que-vao-destruir-a-humanidade-segundo-stephen-hawking?utm_source=facebook&utm_medium=AudienceDevelopment&utm_campaign=VixCiencia&%3Futm_source=Facebook
Postar um comentário