domingo, 25 de novembro de 2018

Qual amigo faria isso!?


É provável que os gatos fossem os bichos mais populares entre os humanos. Mas eles não substituiriam cachorros, pois não preenchem as mesmas funções sociais dos cães. Gatos respondem com mais dificuldade a gestos de comunicação, não percebem alterações de humor e, como todo dono de gato sabe, não são facilmente adestráveis. Enquanto isso, os cães viveriam a vida louca da selva. Na verdade, eles seriam lobos, já que os cachorros como conhecemos, dos vira-latas aos pugs sem focinho, só foram possíveis graças ao convívio com o homem.
Tudo começou 15 mil anos atrás, quando descobrimos que poderíamos plantar alimentos em vez de vagar pelo mundo em busca de comida. Lobos viram nos nossos dejetos uma oportunidade, mas se assustavam com a presença humana e fugiam. Os que tinham mais fome e menos medo ficavam - e acabaram desenvolvendo estratégias para ganhar comida desse macaco pelado. Além de ficarem mais fofos e dóceis, passaram a digerir amido, o que não acontecia entre lobos, segundo um estudo da Universidade de Uppsala, na Suécia. E nós também vimos vantagem nesses animais: poderiam ser bons caçadores, condutores de rebanho, companhias fiéis.
Sem essa amizade, a história da civilização poderia ser um pouco diferente. A saída do homem da Terra poderia ter atrasado caso a cadela Laika não estivesse disponível para ser o primeiro ser terráqueo a orbitar o planeta - a simpática cadelinha morreu torrada sete horas depois do lançamento, um sacrifício difícil de pedir a um humano. Cachorros eram os melhores passageiros porque possuem inteligência e disciplina para aguentar o confinamento. Sem eles, os estudos de como seres vivos se comportam no espaço estariam comprometidos. Assim como o cinema. Um pastor alemão salvou um dos maiores estúdios da história da bancarrota. Sem os 26 filmes de sucesso de Rin Tin Tin, a Warner Bros não seria mais do que o sonho de quatro irmãos poloneses querendo dar certo na vida.
Ainda mais importante, nosso conhecimento sobre política, filosofia, arte, literatura, astronomia e física seria muito diferente caso o valente cão Péritas não tivesse salvo Alexandre, o Grande, de ser esmagado por um elefante. No episódio histórico, o cachorro investiu contra o paquiderme durante um ataque na decisiva Batalha de Gaugamela, que deu a Alexandre o título de imperador persa. Assim, Alexandre tornou possível o contato da cultura grega com a romana, criando a cultura helenística, base para grande parte do conhecimento ocidental.

Mauricio do Valle - Famosos Falecidos


Maurício do Valle nasceu no Rio de Janeiro em 01 de março de 1928 – faleceu também no Rio de Janeiro, 7 de outubro de 1994,foi um ator brasileiro.
Foi para o cinema no início da década de 50 através de um anúncio de jornal solicitando extras para o filme Tudo Azul  de Moacyr Fenelon.
Na televisão seu primeiro papel foi em um teleteatro ao lado de Fernanda Montenegro no final da década de 50. Maurício do Valle vivia o galã Armand Durval em A Dama das Camélias.
Ficou famoso internacionalmente pelo seu papel de Antônio das Mortes, o caçador de cangaceiros dos filmes de Glauber Rocha, Deus e o Diabo na Terra do Sol e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro.
O tipo rústico e de gestos dramáticos que o fez famoso escondia na verdade, segundo o próprio ator, um homem que ele definia como um grande romântico.
Em novelas se destacou a partir de Meu Pedacinho de Chão de Benedito Ruy Barbosa com quem fez vários outros trabalhos na TV, como Cabocla em 1979 e Pé de Vento na Rede Bandeirantes em 1980.
Ainda na televisão atuou em clássicos como O Tempo e o Vento na antiga TV Excelsior, na novela A Última Testemunha, da TV Record, na novela Jerônimo da TV Tupi e na novela Rosa Baiana da TV Bandeirantes.
Na Rede Globo viveu o personagem Gigante no Sitio do Pica Pau Amarelo, atuou no seriado Carga Pesada, nos especiais Alice, O segredo da arte da palavra e Você Decide, viveu o personagem Martins na minissérie O Tempo e o Vento, atuou nas novelas Olhai os Lírios do Campo e Roque Santeiro onde viveu o Delegado Feijó na clássica novela de Dias Gomes.
Na Rede Manchete atuou nas minisséries A Rainha da Vida e  Escrava Anastácia e nas novelas Kananga do Japão, Pantanal e A História de Ana Raio e Zé Trovão.
Foi um ator premiado no cinema, principalmente nas décadas de 60 e 70 quando realizou um filme atrás do outro, se tornando um dos atores mais presentes nas telas.
Em 2010 Maurício do Valle pode ser visto novamente no SBT na reprise da novela A História de Ana Raio e Zé Trovão, na qual interpreta o simpático personagem Cabeção.
Também foi um famoso coadjuvante, quase sempre como um personagem malvado, no programa dos Trapalhões, assim como em alguns filmes do grupo, como Os Trapalhões e o Mágico de Oróz, onde atuou como o perverso Coronel Ferreira.
Atuou ainda em Chico Anysio Show na década de 80.
Seu último trabalho em novelas foi uma participação especial na novela Deus nos Acuda da Rede Globo em 1992, onde mais uma vez dava vida a um delegado de polícia contracenando com a personagem Dona Armênia vivida por Aracy Balabanian. Maurício do Valle ainda participou de um episódio do Você Decide e de um Caso Especial intitulado O Segredo da arte da palavra no ano de 1994.
Maurício do Valle morreu no Rio de Janeiro em 7 de outubro de 1994 , vítima de diabetes e complicações cardíacas. Três meses antes de morrer, ele havia amputado uma perna devido a complicações vasculares e na madrugada do dia em que morreu amputou a outra. O irmão dele, o ator Sérgio Valle, disse que ao ter a perna amputada, Maurício "perdeu a vontade de viver". O corpo do ator foi sepultado no cemitério do Catumbi, Rio de Janeiro.

Fonte: Wikipédia

A Nossa Realidade!



“Quando você percebe que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mas que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção e recompensada e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada.”   

Ayn Rand

A Pergunta é...



 


Essa pergunta (e suas variantes) é uma das mais comuns feitas por leigos em evolução, principalmente por criacionistas cristãos.
A pergunta parece fazer sentido para quem pensa que os humanos são o pináculo da evolução, mas não para biólogos ou alguém com mais conhecimento sobre o assunto.
É o equivalente a perguntar “Por que as bananas não evoluem para maçãs?”.
Ocorre que os seres humanos não evoluíram de macacos, orangotangos, gorilas ou chimpanzés.
Todas os humanos, gorilas, símios, orangotangos são espécies modernas que seguiram diferentes caminhos evolutivos, se ramificando através do processo conhecido por CLADOGÊNESE, porém compartilhando um ancestral comum no passado remoto.
A ideia de que macacos deveriam virar humanos é pretensiosa e está enraizada no conceito fundamentalmente errado de que a evolução tem um objetivo.
A evolução maximiza a reprodutividade, as chances de sobrevivência, não uma característica específica como a inteligência.
Os símios pelo mundo ainda existem porque seu ambiente propicia o sucesso reprodutivo de indivíduos com material genético diferente do nosso. Detalhe: somos mais aparentados aos chimpanzés do que estes aos gorilas.
Em resumo, a evolução é um processo contínuo de tentativa e erro, do qual os primatas modernos (incluindo os humanos) ainda fazem parte - assim como as bananas e as maçãs - mas cada um está sujeito às pressões do seu ambiente natural e social próprios, e são estas pressões trabalhando sobre as mutações que fazem a diferença na evolução.
Lembrando que o processo evolutivo costuma ser imperceptível aos olhos humanos, pois acontece a longo prazo em animais de grande porte.

Autor desconhecido

Homem iraniano está há 60 anos sem tomar banho


Um homem que mora no sul do Irã está há 60 anos sem tomar banho, segundo relatou a agência de notícias estatal Irna.
Identificado como Amoo Hadji, 80, ele leva vida de forma primitiva, dormindo numa cabana construída por moradores do vilarejo de Dezhgah, na Província de Fars, situado próximo da área onde está instalado.
Além da sujeira que forma grossas camadas de crosta em sua pele e barba, o homem também é conhecido na região por gostar de fumar charuto contendo esterco de animais que pastam na região.
Hadji também fuma tabaco comum, principalmente em épocas de baixa temperatura, quando ele acende vários cigarros ao mesmo tempo para se esquentar.
De acordo com a reportagem da Irna, Hadji se alimenta de pequenos animais e gosta de descansar num buraco no chão que se parece com uma cova. Não se sabe o que o levou a optar por esta vida.

domingo, 22 de julho de 2018

Receita simples para emagrecer...




No consultório médico.
- Doutor, como eu faço para emagrecer?
- Basta à senhora mover a cabeça da esquerda para a direita e da direita para a esquerda. 
- Quantas vezes, doutor?
- Todas as vezes que lhe oferecerem comida.

Fé de bêbado!!






O sujeito está no maior porre na porta de um boteco e, de repente aparece uma procissão. Centenas de pessoas reunidas, carregando uma santa num andor toda decorada em verde e rosa.
O cachaceiro berra:
- Olha a Mangueira aí, geeeente!
Enfezado, o padre se vira pro bêbado e esbraveja: 
- Que falta de respeito, seu excomungado! Fique aí com o seu vício e nos deixe em paz com a nossa fé!
Mal o padre acabou de falar, a santa bate com a cabeça no galho de uma mangueira, cai e se espatifa no chão.
E o bêbado: 
- Eu avisei... Mas, o padre é estressadinho!!!

Parque Nacional de Anavilhanas



 

O parque nacional de Anavilhanas é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral da natureza localizada no estado do Amazonas, com território distribuído pelos municípios de Iranduba, Manaus e Novo Airão.

Abrangendo cerca de 400 ilhas, o parque situa-se no rio Negro, próximo ao parque nacional do Jaú. Foi criado originalmente como estação ecológica, através do Decreto Nº 86.061, emitido em 2 de junho de 1981, com uma área de 350 018 ha. A Lei ordinária Nº 11.799, de 29 de outubro de 2008, veio recategorizar a unidade de conservação como parque nacional. Sua administração cabe atualmente ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A área da unidade é de domínio público. As visitas na unidade são proibidas (exceto com objetivo educacional e previsto em seu plano de manejo); a pesquisa científica depende do órgão responsável (que nesse caso é o ICMBio); não são permitidas alterações em seus ecossistemas (salvo algumas exceções). Apesar de suas 400 ilhas, Anavilhanas não é o maior arquipélago fluvial do mundo. O maior arquipélago fluvial do mundo é o de Mariuá, em Barcelos (AM), com aproximadamente 700 ilhas.

Wikipédia

domingo, 13 de maio de 2018

Uma gordinha no banheiro

Uma gordinha estava no banheiro de um shopping observando o local ao lado de um enorme espelho, sem coragem de exibir sua silhueta. 

De repente aparece uma loira com um corpo escultural, se coloca defronte ao espelho e exclama: 

- "Obrigada Diet shake!". 


A gordinha só observa e até inveja o avião quando de repente aparece uma outra mulher perfeita de corpo desta vez uma morena, também faz refletir sua imagem no espelho e agradece em alto e bom som: 

- "Obrigada Sopa leve!". 


A coitada da gordinha já estava com vontade de desaparecer, eis que surge uma ruiva com um abdome de tanquinho, pernas bem torneadas, corpo invejável e novamente agradece com convicção: 

- "Obrigada meu personal trainer e minha nutricionista!". 


Após a saída da ruivona a gordinha rechonchuda toma coragem, observa seu reflexo no espelho e grita: 

- "Vai pro inferno Mc Donalds!!!".



Pérolas do ENEM


Vejam como anda o "conhecimento" dos "estudantes" brasileiros... e digam-me: Como será o futuro deste País?

O tema da redação do ENEM foi "Aquecimento Global". Eles também votam, e isto, sim, é que é um "Cavalo de Troia". E, como acontece todo ano, não faltaram "preciosidades". Lá vão:

1) "o problema da amazônia tem uma percussão mundial. Várias Ongs já se estalaram na floresta." (Com "percussão" e "estalos"... vai ficar animada a Amazônia)

2) "A amazônia é explorada de forma piedosa." (Boa!)

3) "Vamos nos unir juntos de mãos dadas para salvar planeta." ('tamo junto' nessa! Mais juntos, impossível)

4) "A floresta tá ali paradinha no lugar dela e vem o homem e créu." (...e na velocidade 5!)

5) "Tem que destruir os destruidores por que o destruimento salva a floresta." (P'ra deixar bem claro o tamanho da destruição!)

6) "O grande excesso de desmatamento exagerado é a causa da devastação." (Pleonasmo é a lei!)

7) "Espero que o desmatamento seja instinto." ("instinto"... selvagem!)

8) "A floresta está cheia de animais já extintos. Tem que parar de desmatar para que os animais que estão extintos possam se reproduzirem e aumentarem seu número respirando um ar mais limpo." (Viva!!! Este é o verdadeiro "milagre da vida"!)

9) "A emoção de poluentes atmosféricos aquece a floresta." (Também fiquei emocionado com essa.)

10) "Precisamos de oxigênio para nossa vida eterna." (Amém!)

11) "Animais ficam sem comida e sem dormida por causa das queimadas." (Esqueceu que também ficam sem o "home-theater" e os dvd's da coleção do Chaves.)

12) "Tem empresas que contribui para a realização de árvores renováveis." (Todo mundo na vida tem que ter um filho, escrever um livro, e "realizar" uma "árvore renovável"!)

13) "Os desmatadores cortam árvores naturais da natureza." (E as "renováveis"?)

14) "A principal vítima do desmatamento é a vida ecológica." (Deve ser culpa da "morte ecológica"!)

15) "A amazônia tem valor ambiental ilastimável." (Ignorem, por favor!)

16) "Explorar sem atingir árvores sedentárias." (Atenção: Peguem só as que estiverem fazendo caminhadas e flexões!)

17) "Os estrangeiros já demonstraram diversas fezes enteresse pela amazônia." (O quê???)

18) "Paremos e reflitemos." (Que beleza!!)

19) "A floresta amazônica não pode ser destruída por pessoas não autorizadas." (Onde está o Guarda Belo nessas horas?)

20) "Retirada claudestina de árvores." (Caráulio!!!)

21) "Temos que criar leis legais contra isso." (Bacana! 'Tá' querendo ser político.)

22) "A camada de ozonel." (Chris O'Zonnell??)

23) "a amazônia está sendo devastada por pessoas que não tem senso de humor." (A solução é colocar lá o pessoal da "Zorra Total" pra cortar árvores!)

24) "A cada hora, muitas árvores são derrubadas por mãos poluídas sem coração." (Para fabricar o papel para ele escrever asneiras.)

25) "A amazônia está sofrendo um grande, enorme e profundíssimo desmatamento devastador, intenso e imperdoável." (Campeão da categoria MEL-"Maior Enchedor de Lingüiça".)

26) "Vamos gritar não à devastação e sim à reflorestação." (NÃO!)

27) "Uma vez que se paga uma punição xis, se ganha depois vários xises." (Um gênio da matemática!)

28) "A natureza está cobrando uma atitude mais energética dos governantes." ("'Red Bull' neles!", dizem as árvores)

29) "O povo amazônico está sendo usado como bote expiatório" (Ótima!)

30) "O aumento da temperatura na terra está cada vez mais aumentando." (Subindo!)

31) "Na floresta amazônica tem muitos animais: passarinhos, águias, leões, ursos, girafas, enormes crocodilos, grandes elefantes... etc." (Deve ser efeito da globalização!!!)

32) "Convivemos com a merchendagem e a politicagem." ("merchendagem"???)

33) "Na cama dos deputados foram votadas muitas leis." (Imaginem as que foram votadas no WC deles!)

34) "Os dismatamentos é a fonte de inlegalidade e distruição da froresta amazonia." (Oh!! God!)

35) "O que vamos deixar para nossos antecedentes?" (Vamos deixar dicionários!)

Vendo isso aí, com sinceridade... vou "jogar a toalha". Eles venceram! Só um milagre nos salvará.

domingo, 1 de abril de 2018

Mentira da Aposta


Um padre, um pastor e um rabino estão jogando pôquer quando a polícia dá uma batida.
- Padre - pergunta o policial - o senhor estava apostando dinheiro?
- É claro que não - respondeu o padre, depois de fazer uma prece silenciosa, pedindo perdão.
- Pastor, e o senhor?
- Não, senhor - o pastor respondeu, após um apelo ao céus.
Virando-se para o rabino, o policial pergunta:
- Rabino, o senhor estava apostando dinheiro?
Encolhendo os ombros, o rabino respondeu:

- Com quem?

sexta-feira, 30 de março de 2018

Fora da ordem...


Com certeza isso está totalmente fora da ordem.
O deus deles não é o mesmo?
Por quê toda essa disparidade?

domingo, 18 de março de 2018

Gratidão


Pela amizade que você me devota, por meus defeitos que você nem nota...
Por meus valores que você aumenta, por minha fé que você alimenta...
Por esta paz que nós nos transmitimos, por este pão de amor que repartimos...
Pelo silêncio que diz quase tudo, por este olhar que me reprova mudo...
Pela pureza dos seus sentimentos, pela presença em todos os momentos...
Por ser presente, mesmo quando ausente, por ser feliz quando me vê contente...
Por este olhar que diz: “Amigo, vá em frente!”
Por ficar triste, quando estou tristonho, por rir comigo quando estou risonho...
Por repreender-me, quando estou errado, por meu segredo, sempre bem guardado...
Por seu segredo, que só eu conheço, e por achar que apenas eu mereço...
Por me apontar o caminho a todo o instante, por esse amor fraterno tão constante... Gratidão a mãe TERRA que nos da à semente.

Autor Desconhecido

Odiamos empresários e queremos empregos?


Alguém por favor me explique a lógica brasileira: como podemos querer empregos se odiamos empresas e empresários? Desde pequenos somos ensinados a ver empresas com olhos tortos, a detestar empresários e a achar que são todos um bando de exploradores desalmados preocupados só com lucro a qualquer custo - sobretudo ao custo de vidas humanas. No tempo dos meus avós as crianças tinham medo do Boitatá e do Saci Pererê. Nos dias de hoje, mesmo sem saber, as crianças são doutrinadas a temer os empresários e suas empresas malévolas.

Parte considerável das escolas, das universidades, da mídia e da Igreja Católica cumprem um papel de demonização de quem empreende, de quem arrisca, de quem gera empregos. Nas novelas, empresários são quase sempre maus, não é mesmo? É quase uma doença. Como queremos empregos se transformamos quem poderia gerá-los em proscritos que merecem o desprezo da sociedade? Que incentivo tem um cidadão para criar uma empresa, arriscar seu patrimônio, quem sabe se ver enrolado em dívidas impagáveis, se é olhado com desdém por aqueles para os quais gera empregos? É bizarro! O Brasil consegue a façanha de pisotear justamente aqueles que poderiam criar um ambiente favorável ao crescimento econômico e ao desenvolvimento.

Em fevereiro, nosso país atingiu 13,5 milhões de desempregados, segundo o IBGE. Em relação ao trimestre anterior, 1,4 milhão de brasileiros perderam seus empregos. Isso aconteceu por causa da crise econômica, mas também pela automação de vários setores da economia, essencialmente na indústria. E esta tendência de mudança é inexorável. Existem atualmente no Brasil 33,7 milhões de empregados com carteira assinada. Há também 10,3 milhões de trabalhadores do setor privado sem carteira assinada. Já os que trabalham por conta própria são 22,2 milhões. É muita gente que precisa de uma economia próspera para progredir, para sair do chão. Mas como isso será possível se odiamos os empresários? Se vemos nas empresas belzebus para os quais fazer o mal é o que interessa?

Neste momento alguns leitores devem estar pensando: E os empreiteiros corruptos? E os frigoríficos corruptos? Respondo: nunca, desde que o mundo é mundo, foi inteligente matar as galinhas quando ovos podres aparecem. Ovos podres existem em qualquer galinheiro.

Diego Casagrande é jornalista profissional diplomado desde 1993. Apresenta os programas BandNews Porto Alegre 1a Edição, às 9h, e Rádio Livre, na Rádio Bandeirantes FM 94,9 e AM 640
http://www.metrojornal.com.br/m/#/artigo/353949

P.S: Comentário 

O Governo ainda criando dificuldades para as Micros e Pequenas Empresas aumentando as obrigações burocráticas, instituindo pesadas multas por não cumprimento de ações criadas. Acho que é mesmo o intuito de arrecadar mais. 

Rubem Alves



“Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. 

Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltavam poucas, rói o caroço. 
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. 
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. 
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. 
Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. 
Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. 
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas. 
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral ou semelhante bobagem, seja ela qual for. 
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa... 
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de deus. 
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena. Basta o essencial!"

Rubem Alves, 1933-2014: a arte continuará.

E-mail de um estudante Árabe para seu pai.

Blog de fuxiqueiro : F U X I C O, E-mail de um estudante Árabe para seu pai. 
Pai

Berlim é linda, as pessoas são muito simpáticas e eu estou gostando muito  daqui.
Mas pai, eu fico um pouco envergonhado  quando chego na Universidade com minha Ferrari 599GTB folheada a ouro, enquanto meus professores e muitos dos meu amigos chegam de trem!
Seu filho,
Nasser

Resposta do Pai.
Meu caro e amado filho.
Transferi seis bilhões de dólares americanos para sua conta. Pare de nos envergonhar, compre um trem para você também!
Com amor Babai.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Dúvidas...



“A maior arma que alguém pode usar contra nós, é nossa própria mente. Aproveitando-se de dúvidas e incertezas que ali se escondem. Somos verdadeiros com nós mesmos? Ou vivemos pela expectativa de terceiros? E se formos acessíveis e sinceros, poderemos algum dia ser realmente amados? Poderemos encontrar coragem para liberar nossos segredos mais ocultos? Ou no final, somos todos incompreensíveis até para nós mesmos?”