quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

O casamento das filhas do fazendeiro.

Um fazendeiro muito rigoroso e durão casou suas três filhas no mesmo dia.
A casa da fazenda era bem grande e o fazendeiro exigiu que as três filhas passassem a noite de núpcias nos quartos do casarão, que ficavam um ao lado do outro.
Depois do casamento as filhas se dirigiram para os quartos, com os seus respectivos maridos e o pai, muito curioso, foi ouvir o que acontecia nos quartos, através das portas.
Parou no primeiro quarto e escutou a voz da filha mais velha cantando bem alto. Estranhou, mas prosseguiu. Parou no segundo quarto onde estava à filha do meio, que ria, ria sem parar. Novamente estranhou, mas continuou. No quarto da filha mais nova ele não ouviu nada. Esperou alguns minutos, mas nada de barulho. Então ele resolveu dormir.
No dia seguinte, quando todos estavam tomando café, ele começou a conversar com as filhas e perguntou à primeira:
– Por que você estava cantarolando ontem, minha filha?
– Foi você quem me ensinou, papai! Você me disse que sempre que eu tivesse medo era para cantar!
– Muito bem, minha filha! E você – dirigindo-se para a filha do meio.
– Por que estava rindo tanto?
– Foi você quem me ensinou, papai! Você me disse que sempre que eu sentisse dor deveria rir!
 – Muito bem! – respondeu ele.
– E você minha caçulinha querida, estava tão quieta ontem!
– Foi você quem me ensinou papai! Você me disse que nunca se deve falar com a boca cheia!
Postar um comentário