segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

O bem-viver.


Já perdoei erros quase imperdoáveis. 
Tentei substituir pessoas insubstituíveis, e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso. 
Já me decepcionei com pessoas que eu nunca pensei que iriam me decepcionar. 
E também já decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger, dei risada quando não podia, fiz amigos eternos, e amigos que eu nunca mais vi.
Amei e fui amado, mas também já fui rejeitado.
Já gritei e pulei de felicidade, vivi de amor e esperança e fiz juras eternas.
Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já pensei que fosse morrer de tanta saudade 
e tive medo de perder alguém especial.
Mas o fato é que vivi e vivo intenso sempre.
Porque não posso simplesmente passar pela vida.
E você também não deveria passar!
Renda-se, como eu me rendi. 
Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. 
Não se preocupe em entender.
Viver ultrapassa qualquer entendimento.

Aprenda como se você fosse viver para sempre. 
Viva como se você fosse morrer amanhã...

Desconheço o Autor
Postar um comentário