terça-feira, 18 de outubro de 2016

Com "Che" no coração


James McCurk, 78 anos, canadense, fazia freqüentes viagens a Cuba, onde traçava à vontade menininhas e menininhos de 3 a 10 anos de idade, sem medo de ser feliz à custa da desgraça alheia.
Foi condenado por pedofilia não em Cuba, mas no seu país natal.

Olavo de Carvalho
Postar um comentário