sábado, 3 de setembro de 2016

O que acontece quando o esperma entra na cavidade vaginal?


Quando o assunto é sexo, muita gente gosta de dizer que sabe tudo, mas será que isso é verdade? Você sabe, por exemplo, o que acontece com o esperma depois que ele está dentro do corpo da mulher? Não? Então senta que lá vem história.
Ainda que a entrada do canal vaginal e o óvulo fiquem a apenas 15 centímetros de distância, essa jornada é bem mais complexa do que você imagina. A cada vez que um homem ejacula, aproximadamente 200 milhões de espermatozoides são liberados. Desses, apenas 2 milhões chegam até o colo do útero – o restante acaba morrendo quando entra em contato com a mucosa vaginal ou acaba, literalmente, escorrendo para fora.
Desses 2 milhões de espermatozoides, apenas 1 milhão chega até o útero em si e, a partir daí, a coisa começa a ficar cada vez mais seletiva. Apenas 10 mil células reprodutoras masculinas chegam ao topo do útero – o restante, a essa altura, é absorvido por glóbulos brancos, que são nossas células de defesa e, no corpo da mulher, começam a aparecer aos montes quando sabem que tem espermatozoide no caminho.
Agora desses 10 mil espermatozoides campeões que chegaram até o topo do útero, apenas metade disso segue o fluxo até a direção do ovário certo. O restante vai em direção ao outro ovário e, a não ser que a mulher esteja ovulando pelos dois ovários, esse é o final da jornada para esses 5 mil bravos guerreiros.
Mas voltemos aos 5 mil espermatozoides que fizeram o caminho certo. Uma vez que eles consigam passar pelo canal que liga o ovário ao útero – cerca de mil vão conseguir fazer isso, o restante acaba morrendo grudado ao muco da região – a disputa fica mais acirrada.
Agora nossa corrida maluca chega ao ponto em que apenas mil espermatozoides, de um início de 200 milhões, chegam às tubas uterinas. E então, cerca de 200 células reprodutoras masculinas conseguem, finalmente, chegar ao óvulo enquanto o restante morre ou se perde.
Depois da incansável tentativa de romper o óvulo, apenas um espermatozoide vai conseguir essa façanha fertilizadora. Uma vez fecundado, o óvulo se torna impermeável e mais nenhum espermatozoide vai se dar bem. Os outros 199 lutadores, a essa altura, já terão sido absorvidos pelo sistema imunológico da futura mamãe.

Postar um comentário