quinta-feira, 28 de julho de 2016

Dilma delata PT e João Vaccari


Quem recentemente disse que ‘não respeita delator’, acaba de delatar o seu próprio partido e o tesoureiro João Vaccari, pela injeção de dinheiro sujo para pagar contas remanescentes da campanha política de 2010.
A presidente afastada entregou o PT, mas se isentou de culpa, atribuindo toda a responsabilidade ao partido e ao tesoureiro.
Referindo-se à acusação do marqueteiro João Santana de que dinheiro desviado do Petrolão pagou dívida de sua campanha, conforme foi admitido pelo próprio Santana e pela esposa Mônica Moura ao juiz Sérgio Moro, Dilma em entrevista a uma rádio de Uberlândia, disse o seguinte:
‘Se ele (João Santana) recebeu 4,5 milhões de dólares, não foi da organização da minha campanha, porque ele diz que recebeu isso em 2013. A campanha começa em 2010 e, até o fim do ano, antes da diplomação, ela é encerrada. Tudo que ficou pendente sobre pagamentos da campanha passa a ser responsabilidade do partido. Minha campanha não tem a menor responsabilidade sobre em que condições pagou-se dívida remanescente da campanha de 2010. Não é a mim que você tem de perguntar isso. Ele (João Santana) tratou essa questão com a tesouraria do PT’, afirmou a presidente.
Dilma, hipócrita e desleal, já dando como favas contadas o mandato, trabalha para salvar a própria pele.
Para tanto, joga na fogueira o ex-tesoureiro, que mesmo preso, manteve-se até hoje calado.
De qualquer forma, parece que chegamos naquela fase do ‘salve-se quem puder’.
Ouça neste link a entrevista completa (Clique aqui). A declaração de Dilma Rousseff mencionada na matéria pode ser ouvida no minuto 12:35.

da Redação
http://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/3397/dilma-delata-pt-e-joao-vaccari#
Postar um comentário